Descubra como escolher a razão social da sua empresa

razão social

Tire suas dúvidas sobre razão social e entenda como escolher uma para o seu negócio. A princípio, começar no mundo dos negócios é uma tarefa que exige muito conhecimento e estudo constante. Ainda assim, podem surgir algumas dúvidas, como por exemplo: o que é razão social?

A razão social de uma empresa nada mais é que o seu nome jurídico. A partir disso, torna-se junto com o endereço e o CNPJ uma das informações mais básicas de qualquer empresa.

Em alguns casos, os empreendedores pensam que ela não possui nenhuma importância, por não ser conhecida pelos clientes e no mercado.    

A escolha desse nome ainda é um motivo de desentendimento entre muitos empresários. A maioria não sabe do que se trata e nem compreende a importância de realizar uma escolha assertiva. Porém, uma decisão errada pode trazer grandes preocupações. 

Portanto, vale destacar que no momento de decidir o nome da razão social da sua empresa, é necessário muita atenção e pesquisas. Esse nome acompanhará o seu negócio por muito tempo.

Talvez você já tenha escutado por aí que definir o nome para a empresa é tão difícil quanto escolher o nome para um filho. Contudo, não se preocupe! Estamos aqui para te ajudar.

Pensando nisso, preparamos um artigo com todas as informações que você precisa saber e algumas dicas para realizar uma excelente escolha.

Mas afinal, o que é razão social?

A razão social é o nome jurídico de sua empresa, conhecida também como denominação social ou firma empresarial. Assim como você, que possui um nome completo registrado, a sua empresa também necessita, sendo registrado junto aos órgãos do governo, cartório ou junta comercial.

Por meio da razão social o negócio é identificado e referido em documentos oficiais, como: contrato social, notas fiscais emitidas e recebidas, contratos de prestação de serviço, escrituras e outros tipos de documentos. Também é usado para assinatura de documentos, aberturas de contas bancárias perante as instituições governamentais e autoridades.

A escolha da razão social, normalmente, é junção de três partes: uma identificação própria, o ramo principal de atividade da empresa e seu enquadramento. Exemplo: (Reis & Viana Assessoria Contábil Ltda.). 

Por isso, antes de realizar a escolha da razão social, é necessário fazer uma pesquisa para verificar se não há nenhuma empresa com o mesmo nome já registrado no mercado, pois, o seu negócio deve ter um nome exclusivo.

Para que serve a razão social?

A razão social de uma empresa serve para identificar o negócio de forma jurídica, seu nome aparecerá em todo tipo de formalização, seja em contratação, compras, pagamentos, notas fiscais ou contas bancárias.

Ao registrar a razão social de uma empresa, essa nomenclatura é protegida como propriedade intelectual de seus sócios. Essa garantia é dada pela Constituição Federal e pelo Código Civil Brasileiro. Com isso, não é possível nenhuma empresa usar o mesmo nome.

Como escolher?

A razão social precisa estar associada à atividade que a empresa vai exercer, de fácil compreensão, curta, e simples de pronunciar.

Vale ressaltar, que precisa ter uma identidade própria, e é possível usar um termo específico, ou seja, nome dos sócios ou uma sigla. O ideal é que comece com algo diferente, não use nenhum nome parecido com outros já existentes, pois isso pode ser negativo para o empreendimento. 

Em seguida, precisa constar no nome o tipo de atividade da empresa e, para completar, a natureza jurídica constituída, que pode ser: ME, EPP, LTDA e S/A. 

Lembre-se, em primeiro lugar, é essencial realizar uma pesquisa na internet, redes sociais, sites de registro e verificar se não existe nenhuma empresa com o nome escolhido, para facilitar o processo, conte também com seu contador, ele poderá te ajudar.

Veja a seguir alguns exemplos de Razão Social que separamos para você:

  • Reis & Viana Assessoria Contábil LTDA
  • Ifood Benefícios e Serviços LTDA.
  • EzCont LTDA
  • Nu Pagamentos S.A.
  • Uber do Brasil Tecnologia LTDA

Como registrar?

Após compreendermos o que é a Razão Social, e ter escolhido o nome da sua empresa é hora de registrar. 

Esse registro faz parte do processo de abertura, quando você está constituindo a empresa, você informa o nome escolhido junto às demais informações e realiza o arquivamento na Junta Comercial ou Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas.

É possível também realizar uma consulta na Junta Comercial, para verificar se o nome escolhido já se encontra registrado.

Com o contrato social já registrado na Junta, a empresa recebe um NIRE (Número de Identificação no Registro de Empresas), sendo certificada a sua existência. Vale lembrar, que a partir desse momento o nome registrado vai constar em qualquer processo, incluindo documentos do município, estado, entre outros órgãos. 

É possível alterar a razão social de uma empresa?

Sim, é possível alterar a razão social de uma empresa, depois de registrado. Contudo, é necessário muito cuidado, visto que, ela irá causar mudanças em toda a documentação do seu negócio.

Essa alteração pode demorar mais tempo, pois, pode gerar um trabalho maior do que o esperado, uma vez que é alterada a razão social todos os documentos da empresa perderão a validade. Diante disso, será necessário realizar a emissão de todos os documentos com a nova nomenclatura. 

Caso você realmente escolha modificar a razão social, a mudança do nome empresarial tem que ser formalizada com a alteração do contrato na Junta Comercial ou Cartório de Registro de Pessoa Jurídica, o CNPJ vai ser sempre o mesmo, apenas o nome será mudado.

Por fim, analise previamente sobre a possibilidade de realizar uma alteração na razão social. Embora não seja algo difícil, isso irá envolver processos burocráticos e gastos, que é melhor evitar. 

Qual a diferença entre razão social e nome fantasia?

É normal surgirem dúvidas sobre a diferença entre razão social e nome fantasia. Entretanto, esse assunto é muito fácil de esclarecer.

Como dito anteriormente, a razão social é o nome jurídico registrado no ato da abertura da empresa, que deve conter algumas especificações como: ter identificação própria, informar o ramo principal de atuação da empresa e por fim o enquadramento jurídico.

No entanto, o nome fantasia é conhecido também como marca empresarial, ou seja, é o nome que sua empresa é conhecida no mercado. 

Podemos dizer que o nome fantasia seria o “apelido” da empresa. Ele seria utilizado para divulgação em redes sociais, na fachada do seu negócio e entre outros canais que queria utilizar. 

Por fim, o nome fantasia normalmente não será igual ao da razão social. Mas vai aparecer no CNPJ e será usado para construir sua marca. Por isso, o ideal é que seja um nome criativo, diferente e que chame atenção.

Caso tenha ficado alguma dúvida, conte com a Opção ContabilidadeClique aqui e fale com a gente agora mesmo.

Deixe um comentário

Navegação

Opção Contabilidade © Todos os direitos reservados

Acesse a nossa Política de Privacidade