Como abrir uma clínica médica?

Abrir clínica médica

Abrir sua própria clínica médica é o sonho de diversos profissionais na área a saúde. Contudo, acabam surgindo algumas dúvidas sobre o projeto na hora de empreender. A Contabilidade Opção preparou este artigo para te auxiliar no assunto e reforçar que aqui possuímos especialistas à sua disposição. Então, continue a leitura e esclareça suas dúvidas sobre abrir o seu negócio da forma correta!

O mercado voltado para essa área é muito competitivo, por isso, saber como abrir a sua própria clínica médica é fundamental para garantir o sucesso do empreendimento. Para isso, é necessário que você esteja preparado e decidido a dar o seu melhor, pois, abrir uma clínica particular exige muito do profissional. 

Por mais que seja a sua clínica, sua empresa e suas regras, será necessário tomar algumas decisões. Por exemplo, o horário de funcionamento, a ação de desenvolver um relacionamento mais afetivo com os pacientes, oferecendo sempre atenção e disponibilidade para cada atendimento, dentre outros pontos.

Se você atua na área da saúde e quer empreender, montando seu próprio negócio e abrindo a sua clínica médica, vamos te apresentar um conteúdo de uma forma simples e completa. Vem com a gente!

O que é preciso para abrir uma clínica médica? 

Uma clínica médica é um modelo de empresa voltada para a prestação de serviços e atividades relacionadas a área da saúde, podendo ser: odontologia, fisioterapia, medicina, nutrição, psicologia, fonoaudiologia, entre outras. 

Várias incertezas surgem quando o assunto é abrir uma clínica e isso é muito comum. Isso acontece porque a medicina é uma área que não abrange conteúdos voltados para gestão de negócios. 

A princípio, para abrir uma clínica médica é necessário ter definido o formato da clínica, equipamentos necessários, se terá mais profissionais, avaliar os investimentos, analisar a concorrência da clínica e oferecer um modelo de atendimento diferenciado. Além disso, é preciso avaliar se será presencial ou telemedicina, que permite que o atendimento seja feito a distância.

Contudo, é muito importante ter em mente que todo e qualquer empreendimento precisa de um plano de negócio e organização para que tenha sucesso. 

Abaixo, vamos citar alguns pontos fundamentais que não podem faltar no desenvolvimento do seu negócio:

  • Determine a organização dos serviços e a estrutura jurídica;
  • Faça o planejamento tributário;
  • Realize o planejamento para abertura e execução;
  • Estabeleça os custos e o investimento;
  • Local do estabelecimento;
  • Organize a estrutura física e os equipamentos.

É necessário considerar quais os tipos de serviços e as especialidades que a clínica pretende oferecer, sendo as mais comuns:

  • Oftalmologia;
  • Ginecologia e obstetrícia;
  • Neurologia;
  • Cardiologia;
  • Pediatria e entre outros.

O tipo de clínica

É importante também decidir o tipo de clínica que deseja montar. Entre elas, podemos citar:

  • Clínica Médica Popular;
  • Clínica de Saúde da Família;
  • Clínica Particular. 

Vale lembrar que existe diferença entre uma clínica médica e consultório médico. Como o próprio nome já diz, consultórios são principalmente para consultas. Já as clínicas médicas abrangem uma estrutura maior, onde o paciente pode ser atendido por diversos especialistas. Ou seja, ele consegue fazer exames ou até cirurgias e, com isso, podemos perceber que a segunda opção exige um investimento maior.

Por fim, antes de qualquer coisa, é essencial que o profissional tenha um planejamento completo e bem estruturado. Os custos envolvidos para ter uma clínica médica são altos, visto que possui uma estrutura maior, números de profissionais, espaço físico e oferecer até mesmo outros tipos de serviços na área da saúde.

Qual a melhor natureza jurídica para uma clínica médica? 

O empresário precisa realizar uma escolha correta em prol de não ter problemas mais tarde. Portanto, conte com o seu contador para uma orientação assertiva, pois ele vai lhe dar todas as informações e vai te ajudar a definir a melhor natureza jurídica para o seu negócio.

Temos várias opções, mas dentre elas podemos destacar:

  • Sociedade Limitada Unipessoal: É aquele tipo de sociedade que pode ter somente um proprietário no negócio, não sendo necessário outra pessoa para ser sócio. Ou seja, um tipo de empresa individual para empresários médicos sem sócios.
  • Sociedade Empresária Limitada: Essa opção permite que a sociedade conte com dois ou mais sócios, sendo uma ótima opção para médicos que querem abrir um negócio em sociedade com profissionais de outras áreas.
  • Sociedade Empresária Simples: Por fim, temos essa sociedade que é constituída por profissionais que possuem a mesma profissão e exercem as atividades de prestação de serviços. Uma natureza jurídica ideal para médicos que desejam atuar em sociedade.

Existe um modelo de natureza jurídica para cada objetivo, então, antes de tomar qualquer decisão consulte uma contabilidade especializada na área da saúde, conte conosco.

Qual o custo e o prazo para abertura da empresa?

Infelizmente, sem realizar um estudo do seu projeto, não conseguimos te passar um valor exato. A princípio, o preço a ser cobrado vai depender do domicílio fiscal da sua empresa. Atenção: em cada cidade e estado terão taxas diferentes para o registro das empresas nos órgãos públicos, além de exigências específicas para a execução do processo.

Por outro lado, o prazo será relativo. Pode demorar de 15 a 20 dias uteis, pois o processo contém algumas exigências burocráticas, como a definição da natureza jurídica, CNAE, o regime tributário e,  após estas etapas, é registrado na Junta Comercial.

Por isso, é essencial que você conte com a ajuda de um contador para abrir a sua clínica médica. O processo de abertura, possui algumas etapas que será necessário o apoio de um especialista.

Veja abaixo o passo a passo da abertura de uma clínica:

  • Determinar o porte empresarial;
  • Definir a natureza jurídica e regime tributário;
  • O código CNAE das suas atividades;
  • Consulta de Viabilidade perante os órgãos públicos;
  • Separação de documentos e elaboração do contrato social;
  • Registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas;
  • Emissão de Certificado digital (E-CPF e E-CNPJ);
  • Registro da Inscrição Municipal na prefeitura;
  • Solicitação das licenças e alvarás pertinentes (dentre eles, o da Anvisa);
  • Cadastro no CRM – Conselho Regional de Medicina.

Quais as obrigações do médico após abrir uma clínica médica?

Sabemos que toda empresa constituída tem uma série de obrigações acessórias que precisam ser cumpridas para que a empresa esteja regular, dentre elas, podemos destacar:

  • Escrituração de movimentos fiscais e contábeis;
  • Cálculo de folha de pagamento e pró-labore;
  • Planejamento tributário e cálculo de impostos;
  • Entrega de obrigações acessórias exigidas pelo fisco.

Por isso, após a abertura da sua clínica médica, não abra mão dos serviços contábeis. Estes serviços são fundamentais para garantir que o seu negócio esteja dentro das exigências da lei e, assim, evitar problemas futuros.Ficou alguma dúvida ou deseja saber mais sobre o assunto abordado? Siga nosso perfil no instagram e entre em contato conosco, basta clicar aqui.

Deixe um comentário

Navegação

Opção Contabilidade © Todos os direitos reservados

Acesse a nossa Política de Privacidade